Autores e as suas obras moçambicanas – Sejaumgenio

Autores e as suas obras moçambicanas – Sejaumgenio
 
 
 
ALDINO MUIANGA (Moçambicano)
1. Xitala-Mati.                                                          9. Contravenção, uma história de amor em tempo de guerra.
2. Magustana.                                                         10. Mitos, estórias de espiritualidade.
3. A noiva de Kebera, contos.                                11. Nghamula, o homem do tchova, ou o eplipse de um cidadão.
4. A Rosa Xintimana.                                             12. Contos profanos.
5. O domador de burros e outros contos.               13. Caderno de memórias, Volume I.
6. A metamorfose e outros contos.                         14. Caderno de memórias, Volume II.
7. Meledina (ou a história duma prostituta).           15. Asas quebradas.
8. Contos rústicos.
 
MIA COUTO (Moçambicano)
Contos                                                                                       Poesia
1. Vozes Anoitecidas                                                        1. Raiz de Orvalho
2. Cada Homem é uma Raça.                                           2. Raiz de Orvalho e outros poemas.
3. Estórias Abensonhadas.                                                3. Idades, Cidades, Divindades. 
4. Contos do Nascer da Terra.                                           4. Tradutor de Chuvas.
5. O Fio das Missangas.
6. Na Berma de Nenhuma Estrada.
7. A Varanda do Frangipani. 
8. Mar Me Quer. 
Romances                                                                                      Crónicas 
1. Terra Sonâmbula.                                                             1. Cronicando. 
2. Vinte e Zinco,                                                                   2. Pensatempos.
3. O Último Voo do Flamingo                                              3. E se Obama fosse Africano? e Outras Interinvenções. 
4. Um Rio Chamado Tempo, uma Casa Chamada Terra,     4. O País do Queixa Andar. 
5. O Outro Pé da Sereia.
6. Vagas e lumes
7. Jesusalém
8. Venenos de Deus, Remédios do Diabo.
CALANE DA SILVA (Moçambicano)
 
Poesia                                                                                                               Conto
1. Dos meninos da Malanga.                                                              1. Xicandarinha na lenha do mundo
2. Lírica do Imponderável e outros poemas do ser e do estar.
 
     Infantil                                                                                                                   Romance
1. Gotas de Sol: a manifestação da palavra.                                                     1. Nyembêtu ou as Cores da Lágrima.
2. Pomar e Machamba ou Palavras.
3. O João à procura da palavra poesia.
 
 
 
JOSÉ CRAVEIRINHA (Moçambicano)
1. Xigubo, 1964;
2. Cântico a um Dio de Catrane, 1966;
3. Karingana Ua Karingana, 1974;
4. Cela 1, 1980
5. Maria, 1988
 
PAULINA CHIZIANE (Moçambicana)
 
1. Balada de Amor ao Vento, 1990
2. Ventos do Apocalipse, 1993
 3. O Sétimo Juramento, 2000
4. Niketche: Uma História de Poligamia, 2002
5. O Alegre Canto da Perdiz, 2008
 
LUÍS BERNADO HONWUANA (Moçambicano)
1. Nós matámos o cão tinhoso
2. A casa velha de madeira e zinco
 
 
UNGULANI BA KA KHOSA (Moçambicano)
1. Ualalapi, 1987
2. Orgia dos Loucos, 1990
3. Histórias de Amor e Espanto, 1999
 4. No Reino dos Abutres, 2002 
 
 
 
NOÉMIA DE SOUSA (Moçambicana)
1.Sangue negro
 
SULEIMAN CASSAMO (Moçambicano)
Romance                                                                        Conto                                      Crónica
1. Palestra para Um Morto                                     1. O regresso do morto              1. Amor de Baobá.
 
NELSON SAÚTE (Moçambicano)
1. Antologia da nova poesia moçambicana                     6. As Mãos dos Pretos
2. A Ilha e Moçambique pela voz dos poetas                  7. O homem que não podia olhar para trás
3. O apóstolo da desgraça, estórias                                  8. Rio dos bons sinais
4. Os narradores da sobrevivência                                       9. O legado do amanhã
5. A mãe dos poetas moçambicanos
 
RUI KNOPFLI (Moçambicano)
1. O País dos outros, 1959                                                6. O Escriba acocorado, 1978
2. Reino submarino, 1962                                                 7. Memoria consentida
3. Máquina de areia, 1964                                                 8. O Corpo atena, 1984
4. Mangas verdes com sal, 1969                                       9. O Monhé das cobras, 1997
5. A Ilha de Prospero, 1972                                             10. Obra poética 2003
 
ORLANDO MENDES (Moçambicano)
Poesia                                                           Romance                                                              Teatro
1.Trajetórias, 1940                                       1. Portagem, 1966                                   1. Um minuto de Silencio, 1970
2. Clima, 1959                                                                                                            2. Lume Florindo na Forja, 1980
3. Depois do 7º Dia, 1963
4. Portanto eu vos escrevo, 1964
5. Véspera confiada, 1968
6. Adeus de Gutucumbui, 1974
7. A Fome das larvas, 1975
8. País Emerso I, 1975
9. País Emerso II, 1976
10. Produção Com que Aprendo, 1978
11. As Faces visitadas, 1985
 
 
PEPETELA (Moçambicano)
1. Se o Passado Não tivesse Asas, 2016                              11. O Planalto e a Estepe, 2009
2. Crónicas Maldispostas, 2015                                           12. O Terrorista de Berkeley, 2007
3. As Aventuras de Ngunga, 2014                                       13. A Parábola do Cágado velho, 1997
4. O Tímido e as Mulheres, 2013                                         14. O Desejo da Kianda, 1994
5. A Sul. O Sombreiro, 2011                                                15. Luandando, 1990
6. Lueji – O Nascimento de um império, 1988                    16. A Revolta da Casa dos Ídolos, 1978
7. Yaka, 1983                                                                       17. A Geração da Utopia, 1972
8. O Cão e os Calús, 1982
9. Mayombe, 1970                                                                18. O quase fim do Mundo
10. Muana Puó, 1969
 
EDUARDO WHITE (Moçambicano)
1. Amar sobre o Índico, 1984                                                   11. Até amanha coração, 2007
2. Homoíne, 1987                                                         12. Dos Limões amarelos do Falo, às laranjas vermelhas da Vulva, 2009
3. País de mim, 1990                                                    13. O Manual das mãos, 2004
4. Poemas da Ciência de voar e da Engenharia de ser Ave, 1992       14.  Nudos, 2011
5. Os Materiais de Amor seguido de O Desafio à Tristeza, 1996        15. O Libreto da Miséria, 2010
6. Janela para Oriente, 1999                                                               16. A Mecânica Lunar e a escrita desassossegada, 2012
7. Dormir com Deus e um Navio na língua, 2001                              17. O Poeta diarista e os Ascetas desiluminados, 2012
8. As Falas do Escorpião, 2002                                                           18. Bom dia, dia, 2014 
9. O Homem, a Sombra e a Flor e Algumas Cartas do Interior, 2004
 
LÍLIA MOMPLÉ (Moçambicana)
GUILHERME AFONSO (Moçambicano)
MARCELINO DOS SANTOS (Moçambicano)
JOÃO ALBAZINI (Moçambicano)
JUVENAL BUCUANE (Moçambicano)
HELIODORO BAPTISTA (Moçambicano)
ARMANDO ARTUR (Moçambicano)
ARMANDO GUEBUZA (Moçambicano)
 
 
NÍVEIS DE LÍNGUA
 
Nível de língua cuidada, que se manifesta na língua culta, revestida de um prestigio intelectual.
Nível de língua corrente, que tende a seguir os usos do falar popular.
Nível de língua familiar, que permite o emprego da gíria
Um vocábulo é familiar quando o seu emprego implica uma relação de intimidade entre os interlocutores, o que se opõe às relações cerimoniosas, que exigem a língua cuidada ou académica.
 
 
FUNÇÕES DE LINGUAGEM
 
 
Os linguistas distinguem seis funções de linguagem, ou funções de comunicação verbal: referencial, emotiva, apelativa, metalinguistica, fáctica e poética. Sabe-se que a função emotiva se concenta no emissor, a metalinguisica no código, a poética na mensagem, a fáctica no canal de comunicação, a informativa no referente e a apelativa no receptor.
 
1.      Função Emotiva ou Expressiva
O emissor manifesta, em relação à imagem emitida, a sua emotividade, isto é, a sua atitude afectiva. A mensagem apresenta-se carregada de subjectividade.
Eis algumas expressões linguísticas mais habituais da função emotiva:
Interjeições: oh!, ah!, ui!, ai de mim!, etc
Adjectivos carregados de emotividade: estupendo!, horrível!
 
2.      Função Informativa ou Referencial
O emissor informa objectivamente o receptor de uma realidade ou conhecimento.
Ex: Na próxima terça-feira (diz o professor), haverá teste escrito. Nesta frase está patente a função informativa porque o objectivo fundamental do professor é informar; diz-se também referencial, porque a informação centra-se no referente (teste escrito).
 
3.      Função Apelativa
É a função pela qual o emissor actua sobre o receptor, dando-lhe uma ordem, um conselho, apelando para que ele assuma um determinado comportamento. A marca linguística da função apelativa é o vocativo e o modo imperativo – uma linguagem orientada para a 2ª pessoa, para o receptor.
 
4.      Função Metalinguística
É a função pela qual a língua explica a própria linguagem, onde o emissor quando esclarece qualquer palavra cujo sentido lhe parece poder não ser entendido pelo receptor.
Ex: Quando analisamos um texto, investigando o seu sentido e observando-o nos aspectos morfossintacticos e semânticos, estamos a utilizar esta função.
Tu sabes que aquele poeta era um nefelibata, isto é, andava sempre nas nuvens, quer dizer, fora deste mundo.
Nas frases acima, é evidente a ocorrência da função metalinguistica, a qual se centra no código (ele serve para esclarecer o código).
 
5.      Função Fáctica
É a função pela qual se pretende manter o contacto, físico ou psicológico (atenção) entre os interlocutores. Usa-se muito esta função quando há grande urgência ou desejo de comunicar. É uma função muito própria dos discursos, ou sermões, dos textos publicitários (sempre muito interligada com as funções informativa e apelativa), das conversas entre amigos, sobretudo ao telefone.
Ex: Está lá? Alô! Não desligue! Compreende? Está a me ouvir? A função fáctica centra-se no canal de comunicai (contacto).
 
6.      Função Poética
É a função que tem por objectivo enfeitar a própria mensagem e está relacionada com a linguagem poética, literária. A procura de palavras belas e expressivas, a estruturação a frase de forma a criar ritmos agradáveis, o uso de figuras de estilo e de imagens, criando belos universos de ficção, em fim, tudo o que tem por fim tornar a mensagem atraente, de forma a criar o prazer da leitura, está dentro do âmbito da função poética da linguagem, que, como é evidente, se centra na própria mensagem.
Esta função verifica-se não só na poesia mas também na prosa literária.

 

 
 
 
Pesquisas relacionadas

30 autores mocambicanos e suas obras
100 escritores moçambicanos e suas obras
100 escritores moçambicanos e suas obras pdf
literatura moçambicana
baixar livros de autores mocambicanos
literatura moçambicana trabalhos feitos
30 autores mocambicanos e suas obras pdf
lista dos autores da poesia de combate
Escritores Moçambicanos | Terras de Moçambique
2. Literatura de Moçambique
Bibliografia sobre Literatura Moçambicana em Português
A literatura moçambicana e a obra de Mia Couto – SciELO Livro
Nossos escritores – Kapulana
autores » PluralEditores Moçambique
Vida e Obra De Autores Mocambicanos | Trabalhosfeitos
Literatura de Moçambique – Wikipédia, a enciclopédia livre